ISO 9001:2008 – 5.1. Comprometimento da direção

image_pdf

Mais importante do que a alta direção de uma empresa estar comprometida com o desenvolvimento, com a implementação e com a melhoria contínua do sistema de gestão da qualidade, é a organização poder evidenciar esse comprometimento.

Imagine que a empresa seja daquelas que o funcionário mal conhece a direção. Vamos supor que a direção esteja altamente comprometida com o sistema de gestão, porém, os funcionários não saibam disso. Nesse caso, o sistema estaria comprometido, pois a política não seria uma diretriz na tomada de decisão. Um colaborador poderia muito bem optar em utilizar um material com baixa qualidade por julgar que a direção primasse mais pelos lucros imediatos do que pela qualidade do produto.

Para evitar esse tipo de equívoco, em primeiro lugar a direção deve comunicar a todos os níveis e funções a sua decisão pelo desenvolvimento e pela implementação de um sistema de gestão da qualidade, deixando muito claro também, que a melhoria contínua desse sistema deve acontecer.

Na prática, é conveniente que em uma primeira ocasião, o cargo mais alto da empresa, presidente ou acionista, faça um pronunciamento a todos anunciando a sua decisão. A partir daí, a sua palavra se faça presente por intermédio de uma Política de Qualidade clara e objetiva, e que a mesma possa ser acessada por todos os colaboradores, clientes e visitantes a qualquer momento.

Cabe ainda a direção, dividir a política em objetivos claros com metas atingíveis e motivadoras, pois assim, cada função poderá se localizar e nortear as suas tarefas e decisões, independente da presença de uma autoridade maior.

Para se fazer presente e efetivamente participar do sistema de gestão da qualidade, a alta direção deve participar ativamente das reuniões de análise crítica que o RD – Representante da Direção, irá conduzir a intervalos planejados. É muito comum que essas reuniões aconteçam anualmente, ocasião em que todas as informações relevantes para as tomadas de decisões são apresentadas e debatidas. Nessa análise e em eventuais contingências a direção deve se embasar para suprir o sistema de gestão da qualidade com os recursos financeiros, materiais e humanos necessários para o cumprimento das metas e conseqüentemente para o atendimento à política da qualidade.

Veja o que a ISO 9001:2008 nos tem a dizer:

A Alta Direção deve fornecer evidência do seu comprometimento com o desenvolvimento e com a implementação do sistema de gestão da qualidade, e com a melhoria contínua de sua eficácia

a)        comunicando à organização da importância de atender aos requisitos dos clientes, como também aos

b)        requisitos estatutários e regulamentares,

c)         estabelecendo a política da qualidade,

d)        assegurando que os objetivos da qualidade são estabelecidos,

e)        conduzindo as análises críticas pela direção, e

f)          assegurando a disponibilidade de recursos.

image_pdf

Alvaro Freitas

Graduado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia São Paulo, Especialista em Gestão da Produção pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar , Engenheiro da Qualidade pela Poli-USP e Especialista em Educação em Ambientes Virtuais pela Universidade Cruzeiro do Sul - UniCSul. Atuou por mais de 20 anos na indústria Automotiva e 10 anos na indústria de Telecomunicações. Autor de 3 livros relacionados a sistemas de gestão e educação online.

Website: http://academiaplatonica.com.br

1 Comment

  1. Joaquim

    Tenho um seminário pra apresentar onde terei que expor as informações mais detalhadas do item:
    5.1: Comprometimento da direção da empresa.
    5.2: Foco no cliente.

    Tenho que explicar o máximo como funciona esse assunto na empresa, e além disso tenho que formular alguns questionários para apresentar a turma poderia me ajudar?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.