ISO 9001:2008 – 5.5.2. Representante da direção  

por:

ISO 9001:2008 – 5.5.2. Representante da direção 24 May 2011 | 7 Comentários  Categoria: Gestão, ISO 9001, Qualidade
 

Nem sempre a direção pode estar presente na gestão da qualidade. Por isso, a direção deve eleger seu representante para o sistema de gestão da qualidade.

Para representar a direção em assuntos relacionados ao sistema de gestão da qualidade, a direção da organização deve nomear um membro da administração. Esse membro nomeado será chamado de Representante da Direção ou RD. Algumas empresas usam o termo RA – Representante da Alta Direção.

O RD não precisa ser um membro da direção, mesmo porque, se assim o fosse, seria a própria direção e não um representante dela. A intenção de um representante, é exatamente, alguém que possa estar presente, independente das suas responsabilidades já assumidas, em assuntos relacionados ao sistema e à certificação ISO 9001. Dependendo do porte da empresa, o RD pode tranquilamente exercer outra função, relacionada ou não com a qualidade. Em empresas com diversas filiais, é comum termos um RD global e vários RDs regionais, reportando a ele.

Apesar da ISO 9001:2008 não detalhar, algumas competências devem ser consideradas na escolha do RD, dentre elas podemos relacionar:

  • Habilidade interpessoal;
  • Domínio das normas da família ISO 9000;
  • Experiência com auditorias internas;
  • Boa desenvoltura verbal e escrita;
  • Conhecimento da empresa como um todo;
  • Bom relacionamento entre todas as funções e níveis da empresa;
  • Capacidade de liderança;
  • Comprometimento com o sistema;
  • Estar motivado e motivar; entre tantas outras.

Dentre as atribuições de um RD, podemos citar:

  • Estabelecer os processos necessários para o sistema de gestão da qualidade;
  • Implementar os processos estabelecidos;
  • Manter os processos implementados;
  • Relatar o desempenho do sistema de gestão da qualidade para a direção;
  • Relatar as necessidades de melhoria no sistema;
  • Conscientizar a todos sobre os requisitos do cliente;
  • Acompanhar as auditorias de certificação e recertificação;
  • Representar a direção em assuntos externos ligados ao sistema de gestão da qualidade.

Veja o que a ISO 9001:2008 nos tem a dizer:

A Alta Direção deve indicar um membro da administração da organização que, independentemente de outras responsabilidades, deve ter responsabilidade e autoridade para

a) assegurar que os processos necessários para o sistema de gestão da qualidade sejam estabelecidos, implementados e mantidos,

b) relatar à Alta Direção o desempenho do sistema de gestão da qualidade e qualquer necessidade de melhoria, e

c) assegurar a promoção da conscientização sobre os requisitos do cliente em toda a organização.

NOTA A responsabilidade de um representante da direção pode incluir a ligação com partes externas em assuntos relativos ao sistema de gestão da qualidade.

Share

Se você gostou desse artigo, por favor, ajude-nos a divulgar nosso trabalho clicando no +1




Saiba mais sobre a

ABNT NBR ISO 9001:2008 - Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos

 
Implementar e manter um Sistema de Gestão da Qualidade baseado na norma ISO 9001
A Família ISO 9000
0. Introdução

0.1. Generalidades - Introdução

0.2. Abordagem de processo

0.3. Relação com a norma NBR ISO 9004

0.4. Compatibilidade com outros sistemas de gestão

1. Objetivo

1.1. Generalidades - Objetivo

1.2. Aplicação

2. Referência Normativa
3. Termos e Definições
4. Sistema de gestão da qualidade

4.1. Requisitos gerais – Sistema de gestão da qualidade

4.2. Requisitos de documentação

4.2.1. Generalidades – Requisitos de documentação

4.2.2. Manual da qualidade

4.2.3. Controle de documentos

4.2.4. Controle de registros da qualidade

5. Responsabilidade da direção

5.1. Comprometimento da direção

5.2. Foco no cliente

5.3. Política da qualidade

5.4. Planejamento

5.4.1. Objetivos da qualidade

5.4.2. Planejamento do sistema de gestão da qualidade

5.5. Responsabilidade, autoridade e comunicação

5.5.1. Responsabilidade e autoridade

5.5.2. Representante da direção

5.5.3. Comunicação interna

5.6. Análise crítica pela direção

5.6.1. Generalidades - Análise crítica pela direção

5.6.2. Entradas para a análise crítica

5.6.3. Saídas da análise crítica

6. Gestão de recursos

6.1. Provisão de recursos

6.2. Recursos humanos

6.2.1. Generalidades

6.2.2. Competência, treinamento e conscientização

6.3. Infra-estrutura

6.4. Ambiente de trabalho

7. Realização do produto

7.1. Planejamento da realização do produto

7.2. Processos relacionados ao cliente

7.2.1. Determinação de requisitos relacionados ao produto

7.2.2. Análise crítica dos requisitos relacionados ao produto

7.2.3. Comunicação com o cliente

7.3. Projeto e desenvolvimento

7.3.1. Planejamento do projeto e desenvolvimento

7.3.2. Entradas de projeto e desenvolvimento

7.3.3. Saídas de projeto e desenvolvimento

7.3.4. Análise crítica de projeto e desenvolvimento

7.3.5. Verificação de projeto e desenvolvimento

7.3.6. Validação de projeto e desenvolvimento

7.3.7. Controle de alterações de projeto e desenvolvimento

7.4. Aquisição

7.4.1. Processo de aquisição

7.4.2. Informações de aquisição

7.4.3. Verificação do produto adquirido

7.5. Produção e prestação de serviço

7.5.1. Controle de produção e prestação de serviço

7.5.2. Validação dos processos de produção e prestação de serviço

7.5.3. Identificação e rastreabilidade

7.5.4. Propriedade do cliente

7.5.5. Preservação do produto

7.6. Controle de equipamento de monitoramento e medição

Não Conformidade no item 7.6 da ISO9001:2008 – Determinação dos equipamento de monitoramento e medição

Não Conformidade no item 7.6 da ISO9001:2008 - Garantia de resultados válidos na medição e monitoramento

8. Medição, análise e melhoria

8.1. Generalidades

8.2. Monitoramento e medição

8.2.1. Satisfação dos clientes

8.2.2. Auditoria interna

8.2.3. Monitoramento e medição de processos

8.2.4. Monitoramento e medição de produto

8.3. Controle de produto não-conforme

8.4. Análise de dados

8.5. Melhoria

8.5.1. Melhoria contínua

8.5.2. Ação corretiva

8.5.3. Ação preventiva

 

* Os textos contidos na Academia Platônica de Ensino de forma alguma eliminam a necessidade de se adquirir a norma original, esses textos apenas orientam e complementam a norma. Para adquirir essa e outras normas, vá ao site da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT (http://www.abnt.org.br/)


Tags: , , , ,
 

Comentários

Deixe seu comentário

*

 

Academia Platônica de Ensino

 

Academia Platônica de Ensino - Formação e Certificação Profissional

 

Academia Platônicaon
Google+
Copyright 2011 - Academia Platônica de Ensino - Todos os direitos reservados
UOL HOST hospedagem de sites.  Clique e conheça! wordpress moodlelogo Central Blogs
Orgulhosamente desenvolvido com WordPress e Moodle