ISO 9001:2008 – 7.1. Planejamento da realização do produto

image_pdf

A organização deve planejar muito bem antes de iniciar uma produção. Esse planejamento deve ser adequado ao produto que está sendo feito e ao efeito que uma eventual falha pode acarretar para o usuário.

Imagine que estejamos produzindo bolinhas de ping-pong. Qual a gravidade de uma falha na produção para o cliente final? Agora imagine que estejamos fabricando um marca-passos ou um parafuso usado na turbina de um Air-bus. Obviamente os riscos relacionados a uma falta de qualidade são bem diferentes, porém, em ambos os casos, uma coisa se tem em comum. Todos devem ser devidamente planejados antes do início da produção.

Uma vez planejado, a missão está cumprida? Certamente que não! O planejamento é algo vivo, algo que deve ser ajustado conforme a tecnologia avança, a demanda aumenta ou o concorrente se aproxima. Devemos considerar também que a ISO 9001:2008 dita a melhoria contínua como um preceito básico, então, mãos a obra para planejar e re-planejar a realização do produto. Durante toda a vida do produto, a realização do mesmo deve ser cuidadosamente planejada. Veja algumas fases:

  • No protótipo;
  • Na primeira produção;
  • Na produção em massa;
  • Em cada alteração significativa no produto, no processo produtivo ou nos volumes de produção;
  • Nas trocas significativas de estratégia de fornecedores. Exemplo: nacionalização;
  • Na retirada do produto do mercado;
  • Na retirada dos dejetos do produto da natureza.

A ISO 9001:2008 no seu requisito 7.1 – Planejamento da realização do produto, diz que deve haver coerência entre o planejamento da produção e dos demais requisitos do sistema de gestão da qualidade, descritos no item 4.1 – Requisitos do Sistema de Gestão da Qualidade, para que o sistema em si se mantenha coeso.

O Planejamento da realização do produto deve prever ao menos os seguintes itens:

  • Os requisitos para o produto, ou seja, a especificação do produto;
  • Os objetivos da qualidade;
  • O estabelecimento dos processos necessários para a realização do produto;
  • Os documentos necessários;
  • Os recursos necessários para a realização do produto. Esses recursos podem ser:
    • mão de obra;
    • prédio e instalações;
    • capital de giro;
    • contratos de parcerias;
    • máquinas;
    • instrumentos de medição;
    • softwares;
    • tecnologias, etc.
  • Os requisitos de aprovação do produto, bem como:
    • as verificações;
    • as validações;
    • os monitoramentos;
    • as medições;
    • as inspeções e
    • os ensaios
  • Os registros para fornecer evidências de que os processos atendem aos requisitos planejados;
  • Os registros para fornecer evidências de que os produtos atendem aos requisitos planejados conforme reza o item 4.2.4 – Controle de registros da qualidade;

Veja o que a ISO 9001:2008 nos tem a dizer:

A organização deve planejar e desenvolver os processos necessários para a realização do produto.

O planejamento da realização do produto deve ser consistente com os requisitos de outros processos do sistema de gestão da qualidade (ver 4.1).

Ao planejar a realização do produto, a organização deve determinar, quando apropriado:

a)        os objetivos da qualidade e requisitos para o produto;

b)        a necessidade de estabelecer processos e documentos e prover recursos específicos para o produto;

c)         a verificação, validação, monitoramento, medição, inspeção e atividades de ensaio requeridos, específicos para o produto, bem como os critérios para a aceitação do produto;

d)        os registros necessários para fornecer evidência de que os processos de realização e o produto resultante atendem aos requisitos (ver 4.2.4).

A saída deste planejamento deve ser em uma forma adequada ao método de operação da organização.

NOTA 1 Um documento especificando os processos do sistema de gestão da qualidade (incluindo os processos de realização do produto) e os recursos a serem aplicados a um produto, empreendimento ou contrato específico pode ser referenciado como um plano da qualidade.

NOTA 2 A organização também pode aplicar os requisitos apresentados em 7.3 no desenvolvimento dos processos de realização do produto.

image_pdf

Alvaro Freitas

Graduado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia São Paulo, Especialista em Gestão da Produção pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar , Engenheiro da Qualidade pela Poli-USP e Especialista em Educação em Ambientes Virtuais pela Universidade Cruzeiro do Sul - UniCSul. Atuou por mais de 20 anos na indústria Automotiva e 10 anos na indústria de Telecomunicações. Autor de 3 livros relacionados a sistemas de gestão e educação online.

Website: http://academiaplatonica.com.br

1 Comment

  1. Eliane Escanavaque

    Sr:Alvaro, bom dia!
    Tenho uma duvida em relação aos recursos necessários para a realização do produto (instalações) tinhamos uma filial no qual foi vendida so que as máquinas continuam na instações da antiga filial,até a auditoria acho que não vai dar tempo de retirar as máquinas,a antiga filial alugou a instalações até a retirada das máquinas, tem algum problema tenho que definir em algum procedimento sobre esta mudança? Isso gera alguma não conformidade na auditoria?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.