ISO 9001:2008 – Sistemas de gestão da qualidade – Requisitos – 0. Introdução

image_pdf

Este é o primeiro de uma série de artigos que escrevi sobre a ISO 9001. Vale lembrar que essa série de artigos, complementa, mas não substitui a norma em sua edição original e mais atual, dessa forma, o leitor que estiver interessado em implantar um sistema de gestão da qualidade em uma empresa, deve adquirir as normas diretamente no site da ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas (http://www.abntcatalogo.com.br/). Inicialmente, devem-se adquirir as versões mais atuais das seguintes normas:

  • ABNT NBR ISO 9001:2008 – Sistemas de gestão da qualidade – Requisitos;
  • ABNT NBR ISO 9000:2005 – Sistemas de gestão da qualidade – Fundamentos e vocabulário.

Cada um dos capítulos, itens e requisitos da ISO 9001 está detalhado aqui na Academia Platônica de Ensino (http://academiaplatonica.com.br/), e as devidas ligações – links – estão no final de cada artigo, facilitando a navegação.

Vamos iniciar respondendo algumas perguntas básicas:

 

Qual o significado de ISO?

Ao contrário do que muitos pensam, ISO não é uma sigla, e sim, uma derivação da palavra grega “isos”, que significa igualdade.

ISO é o nome de uma organização não governamental – ONG – que tem seu escritório central em Genebra (Geneva, Switzerland).

A empresa se chama ISO – International Organization for Standardization , atualmente, ela é a maior empresa de desenvolvimento e publicação de normas internacionais, no momento desse artigo, a ISO estava presente em 162 países. Para se ter informações mais atualizadas, consulte a própria página da ISO (http://www.iso.org/iso/about.htm ).

 

Qual a importância dos padrões oficializados nas normas?

Quando um cliente entra em um mercado para comprar um produto, uma série de características, muitas vezes altamente técnicas, está presente. Nem sempre o consumidor saberia interpretar tudo isso. Imagine quantas características e detalhes estão presentes em um celular. Com os padrões, você simplesmente compra um aparelho 3G ou GSM e sabe que vai funcionar.

O mesmo ocorre com um sistema de gestão. Imagine que você vá comprar um produto e deseja que ele tenha qualidade. Seria impossível questionar o vendedor se o processo produtivo estava documentado, se os operadores das máquinas eram competentes, se a temperatura da estufa estava sob controle ou se os testes no recebimento da matéria prima foram feitos de maneira satisfatória. Porém, sabendo que existe um padrão para um sistema de gestão da qualidade, internacionalmente reconhecido, você pode, simplesmente perguntar: “O fabricante tem ISO 9001?”

Ainda assim, você pode se perguntar se o fabricante segue todos os requisitos corretamente, então, você poderia perguntar: “Posso ver o certificado ISO 9001?”

Com essas duas simples perguntas, qualquer cliente pode ter certeza de estar adquirindo um produto que vá atender às suas necessidades.

 

O que é a ABNT NBR ISO 9001:2008?

A empresa ISO escreve diversas normas e a cada uma dela, é dado um número, ou código. Nesse caso, estamos tratando da norma de código 9001, editada pela ISO.

As normas sofrem constantes revisões, essas revisões também são descritas pelo seu código. Adotou-se colocar o ano em que a norma foi editada após um sinal de dois pontos “:”.

Em cada país, existe um organismo acreditado que se responsabiliza pela tradução, divulgação e certificação da norma. No Brasil, esse organismo se chama ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, e as normas por ela editadas e distribuídas a nível nacional, levam o prefixo NBR – Norma Brasileira. Como estamos tratando da ISO 9001, em Português do Brasil, adotamos aqui, a norma editada pela ABNT, que é cópia fiel da ISO. Para essa identificação, colocamos o prefixo ABNT NBR antes da norma.

Então, quando se lê ABNT NBR ISO 9001:2008, entende-se:

  • É a norma escrita pela ISO;
  • Sob o código 9001;
  • Cuja publicação se deu no ano de 2008;
  • É válida em todo o Brasil – NBR;
  • E foi traduzida e divulgada pela ABNT.

No caso específico da ABNT NBR ISO 9001:2008, ela define os requisitos mínimos que uma empresa deve atender para poder ter um certificado e divulgar ao mundo que possui um sistema de gestão da qualidade compatível com os mais altos padrões internacionais de qualidade e gestão.

O nome completo é:

  • ABNT NBR ISO 9001:2008 – Sistemas de gestão da qualidade – Requisitos; ou
  • ISO 9001:2008 – Quality management systems – Requirements.

 

Como tudo começou?

Há muito tempo, os produtos eram feitos artesanalmente, ou seja, uma única pessoa, pegava uma matéria prima bruta e a transformava em um produto acabado. Naquela época, não havia padronização, dificilmente se encontraria dois produtos iguais feitos por artesões diferentes. Não dava para entrar em uma loja e pedir um sapato número 42.

Com a revolução industrial, as industrias começaram a crescer. Não se fazia nada sozinho. Cada um fazia uma pequena parte e no fim, alguém montava tudo. Vide a produção em série do Ford. Para isso funcionar, as peças tinham que ser sempre iguais e de maneira padronizada. Para solucionar esse problema, empresas começaram a surgir com o intuito de editar normas e regras.

  • 1901 – BSI Group – British Standards
  • 1922 – IEC – International Electrotechnical Commission
  • 1926 – ISA – International Federation of the National Standardizing Associations
  • 1947 – ISO – International Organization for Standardization

Como órgão normatizador internacional, a ISO, em 1987 decidiu adotar uma norma Inglesa que tratava de sistema de gestão da qualidade, essa norma era conhecida como BS 5750 da BSI, dando origem à ISO 9000. A ISO 9000 passou pelas seguintes revisões:

  • ISO 9000:1987, dividida da seguinte forma:
    • ISO 9001:1987 – Modelo de garantia da qualidade para design, desenvolvimento, produção, montagem e prestadores de serviço;
    • ISO 9002:1987 – Modelo de garantia da qualidade para produção, montagem e prestação de serviço;
    • ISO 9003:1987 – Modelo de garantia da qualidade para inspeção final e teste
  • ISO 9000:1994
  • ISO 9001:2000
  • ISO 9001:2008

 

Quais normas são comparáveis à ISO 9001?

Alguns ramos específicos da indústria, baseados na ISO 9001, criaram sua própria versão, acrescentando algumas peculiaridades do vosso processo. Com isso, temos algumas normas que se assemelham à ISO 9001, entre tantas, podemos relacionar:

  • ISO/TS 16949 – para a indústria automotiva;
  • TL 9000 – para a indústria de telecomunicações;
  • ISO/IEC 90003 – para softwares de computadores;
  • ISO 13485 – para a indústria médica;
  • AS 9000 – para a indústria aeroespacial;
  • ISO/TS 29001 – para a indústria petrolífera.

 

Quais são os princípios da gestão da qualidade?

A ISO 9001 é baseada em 8 princípios, são eles:

  1. Foco no cliente
  2. Liderança
  3. Envolvimento de todos
  4. Abordagem de processos
  5. Abordagem sistêmica
  6. Melhoria contínua e continuada
  7. Decidir baseado em fator reais e concretos
  8. Benefícios mútuos entre a organização, os clientes e os fornecedores

 

Quais são as principais vantagens de se ser certificado na ISO 9001?

Muitos são os benefícios de se aplicar de maneira efetiva os requisitos preconizados na ISO 9001. Vamos relacionar alguns que considero importante:

  • Melhorar a imagem da empresa perante o mercado;
  • Aumentar a confiança do cliente;
  • Reduzir o número de auditorias dos clientes nos fornecedores;
  • Melhorar o desempenho dos produtos;
  • Redução de custos por ineficiência e reclamações;
  • Aumento da auto-estima dos trabalhadores;
  • Diminuição dos riscos do negócio;
  • Melhoria na eficiência dos fornecedores;
  • Redução de sucata;
  • Possibilidade de atuação no mercado global.

Para saber mais sobre essa fantástica ferramenta de gestão, não deixe de ler os artigos relacionados abaixo.

image_pdf

Alvaro Freitas

Graduado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia São Paulo, Especialista em Gestão da Produção pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar , Engenheiro da Qualidade pela Poli-USP e Especialista em Educação em Ambientes Virtuais pela Universidade Cruzeiro do Sul - UniCSul. Atuou por mais de 20 anos na indústria Automotiva e 10 anos na indústria de Telecomunicações. Autor de 3 livros relacionados a sistemas de gestão e educação online.

Website: http://academiaplatonica.com.br

5 Comments

  1. Silene Angelina Colletti

    Sr. Freitas,
    Gostei muito!
    É de ótima qualidade.
    Obrigada

  2. Ana Patricia

    uma linguagem simples de fácil entendimento.

  3. Elinete C .S.Souza

    O texto que vi aqui foi muito construtivo e me ajudaram a realizar uma boa compreensão do que é ISO .

  4. Humberto Dantas

    Fiz um curso de graduação em gestão da qualidade, em Natal-Rn, porém o mercado aqui é escasso. Me identifiquei muito com o curso.

  5. Pingback: Qual o significado de ISO? | SantaISO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.