Parques de diversão passam a ter norma específica de segurança

image_pdf

Acabam de serem lançadas as normas que tratam da segurança em parques de diversão. Após diversos acidentes, a ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas e a ADIBRA – Associação Brasileira de Parques de Diversões do Brasil desenvolveram e publicaram uma série de normas que visam aumentar a segurança dos usuários e funcionários dos parques de diversão.

A série é composta de cinco partes:

  • ABNT NBR 15926-1 – Equipamentos de parques de diversão – Terminologia
  • ABNT NBR 15926-2 – Equipamentos de parques de diversão – Requisitos de segurança do projeto e de instalação
  • ABNT NBR 15926-3 – Equipamentos de parques de diversão – Inspeção e manutenção
  • ABNT NBR 15926-4 – Equipamentos de parques de diversão – Operação
  • ABNT NBR 15926-5 – Equipamentos de parques de diversão – Parques aquáticos

Por ser uma norma, ela não tem força de lei, ou seja, os parques não são obrigados a aderir aos seus requisitos. Porém, os usuários podem escolher entre as diversas opções de parques, aqueles certificados. É uma medida de grande prudência.

Dentre os diversos requisitos, citaremos alguns:

  • Um Responsável deve verificar o brinquedo após a sua montagem;
  • A cada seis meses pelo menos, cada brinquedo deve ser checado;
  • Verificações de rotina devem ser planejadas e cumpridas;
  • A contratação dos profissionais de manutenção deve seguir certos critérios;
  • Regras de limite de peso;
  • Regras para embarque e desembarque;
  • O Operador do brinquedo deve ter acesso a todos os visitantes antes do início da operação;
  • Os brinquedos devem ser protegidos por uma cerca de pelo menos 1m de altura;
  • Os pisos, rampas e escadas de acesso devem possuir superfície antiderrapante;
  • Sinalização adequada informando os risco do brinquedo;
  • Visitantes com tamanho incompatível aos brinquedos devem ser proibidos de usá-los;

Esperamos que essas medidas sejam realmente adotadas e tratadas com a importância que a vida dos usuários e funcionários de parques de diversão merecem.

image_pdf

Alvaro Freitas

Graduado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia São Paulo, Especialista em Gestão da Produção pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar , Engenheiro da Qualidade pela Poli-USP e Especialista em Educação em Ambientes Virtuais pela Universidade Cruzeiro do Sul - UniCSul. Atuou por mais de 20 anos na indústria Automotiva e 10 anos na indústria de Telecomunicações. Autor de 3 livros relacionados a sistemas de gestão e educação online.

Website: http://academiaplatonica.com.br

2 Comments

  1. jane marcia schveeidt

    Fico grata não só por mim,mas por todos nós Brasileiros,ABNT…..pois com suas normas,poderemos nos divertir com segurança,agora sei que normas foram criadas,agora basta por em prática…e pedir aos orgãos responsáveis que fiscalizem estes Parques de Diversões.

  2. Giovani Vieira

    Finalmente se tem a preocupação com a vida do ser humano, mas vejo que não o suficiente, vendo que a mesmas se é uma lei, não obrigando os parques a adotarem certas medidas. Mas devido a exigencia alto dos consumidores, e a preocupação de seu bem estar, acredito que todos irão utilizar, se divertir em parques que estejam seguindo os padrões legalais da ABNT.
    Há muito o que melhorar, mas ja deram o ponta pé inicial.

    Giovani

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.