ISO 9001:2015 – Mentalidade de risco

image_pdf

A mentalidade de risco não é uma completa novidade das normas da série ISO 9001 – Sistema de Gestão da Qualidade, visto que nas versões anteriores à 2015 tínhamos a exigência de ações preventivas.

Trocando em miúdos, uma ação preventiva é uma ação que tomamos para sanar um problema que ainda não ocorreu, mas bem que poderia ter acontecido. Ora, o que é isso senão uma análise de risco?

A diferença da versão 2015 da ISO 9001 – Sistema de Gestão da Qualidade é que a nova versão torna a mentalidade de risco muito mais presente. Fazendo uma rápida pesquisa na norma, encontramos a palavra “risco” nos seguintes itens:

  • 3.3 Mentalidade de risco;
  • 4 Sistema de gestão da qualidade e seus processos – […] A organização deve determinar os processos … e deve: … f) abordar os riscos e oportunidades […];
  • 1 Liderança e comprometimento – […] A Alta Direção deve demonstrar liderança e comprometimento… d) promovendo o uso da abordagem de processo e da mentalidade de risco […];
  • 1.2 Foco no Cliente – […] A Alta Direção deve assegurar que… b) os riscos e oportunidades que possam afetar a conformidade de produtos e serviços e a capacidade de aumentar a satisfação do cliente sejam determinados e abordados. […];
  • 1 Ações para abordar riscos e oportunidades;
  • 1.3 Análise e avaliação – […] A organização deve analisar e avaliar dados e informações apropriados provenientes de monitoramento e medição. Os resultados de análises devem ser usados para avaliar: … e) a eficácia das ações tomadas para abordar riscos e oportunidades […];
  • Anexo 4 – A.4. Mentalidade de risco.

Ou seja, a empresa deve definir uma ferramenta para avaliar os riscos que o Cliente corre em receber um produto que não atenda às suas necessidades, para isso, a empresa deve:

  1. Identificar os possíveis riscos;
  2. Dar uma nota a cada risco potencial;
  3. Definir os valores aceitáveis de risco;
  4. Determinar medidas de controle para os riscos não aceitáveis;
  5. Priorizar as ações;
  6. Tomar as ações preventivas para que o risco não se torne real;
  7. Reavaliar os riscos e redefinir as prioridades;
  8. Gerar estatísticas e indicadores de riscos e apresentar periodicamente à Alta Direção.

Tá fácil?

Como nem a ISO achou fácil, ela escreveu uma norma inteirinha tratando somente desse assunto, a norma é a ABNT NBR ISO 31000, Gestão de riscos — Princípios e diretrizes. A sua leitura é muito recomendada.

Vou escrever muitos outros artigos sobre este assunto e pretendo fazer também uma aula on-line para vos ajudar nessa tarefa, portanto, recomendo que permaneçam ligados, a melhor forma é se cadastrando na Academia Platônica, assim, você vai recebendo e-mails com todas as novidades e dicas, para isso, Clique Aqui!

 

Até a próxima!

Alvaro Freitas

Academia Platônica

http://academiaplatonica.com.br/

image_pdf

Alvaro Freitas

Graduado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia São Paulo, Especialista em Gestão da Produção pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar , Engenheiro da Qualidade pela Poli-USP e Especialista em Educação em Ambientes Virtuais pela Universidade Cruzeiro do Sul - UniCSul. Atuou por mais de 20 anos na indústria Automotiva e 10 anos na indústria de Telecomunicações. Autor de 3 livros relacionados a sistemas de gestão e educação online.

Website: http://academiaplatonica.com.br

3 Comments

  1. Miranda

    A norma ISO 9001:2015 aborda a “Mentalidade de Riscos” e de maneira alguma, apresentada algum requisito para a obrigatoriedade de manter informações documentadas para Riscos e Oportunidades.

  2. Katia Martins

    Excelente sua explicação sobre este item da norma Alvaro ! Deixa claro como devemos proceder. Seria interessante podermos compartilhar também de modelos de documentos para atendimento a este item.
    Abraços !

  3. Apos a publicacao da Norma ISO 9001 atualizada, que teve aprovacao concluida em 11 de Setembro deste ano, as empresas terao tres anos como prazo para se atualizarem tambem. No entanto, a empresa que se preparar para a transicao o quanto antes, aproveitara os diversos beneficios da atualizacao e saira na frente da concorrencia, obtendo vantagens no mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.