ISO 9001:2015 – RD Representante da Direção

image_pdf

A nova versão da ISO 9001:2015 – “Sistema de Gestão da Qualidade – Requisitos” traz uma mudança significativa em um personagem muito conhecido nas empresas certificadas na ISO 9001, o RD ou Representante da Direção.

Veja o que a versão de 2008 da ISO 9001 no seu item 5.5.2 dizia sobre esse profissional:

5.5.2. Representante da direção

A Alta Direção deve indicar um membro da administração da organização que, independentemente de outras responsabilidades, deve ter responsabilidade e autoridade para

a) assegurar que os processos necessários para o sistema de gestão da qualidade sejam estabelecidos, implementados e mantidos,

b) relatar à Alta Direção o desempenho do sistema de gestão da qualidade e qualquer necessidade de melhoria, e

c) assegurar a promoção da conscientização sobre os requisitos do cliente em toda a organização.

NOTA A responsabilidade de um representante da direção pode incluir a ligação com partes externas em assuntos relativos ao sistema de gestão da qualidade.

Note que a ideia era boa, o sistema exigia uma pessoa chave que, independente da estrutura da empresa e do seu cargo, cuidaria do sistema de gestão da qualidade mais de perto e relataria tudo à Direção da empresa.

Porém, com o tempo, em muitas empresas, esse conceito se desvirtuou e o RD – Representante da Direção, passou a ser o único colaborador com conhecimento sobre o sistema de gestão e o pior, muitas vezes, o RD era um Consultor contratado exatamente para isso, que geria o sistema e acompanhava as auditorias.

Como RD, eu presenciei uma auditoria onde o Auditor indagou a um colaborador:

– Como está o desempenho do processo em que você é responsável?

Então, ele respondeu:

– Quem cuida dos indicadores de desempenho é o Alvaro, o RD, pergunte a ele, pois eu não tenho a mínima ideia!

Ora! Se a pessoa que trabalha e se esforça para que a empresa tenha bons resultados não sabe se o fruto do seu trabalho está bom ou está ruim, é sinal que a gestão não está adequada.

Para corrigir isso, a nova versão da ISO 9001:2015 – “Sistema de Gestão da Qualidade – Requisitos” eliminou o termo ‘Representante da Direção’ do seu texto e criou um capítulo novo em folha chamado “Liderança”.

O Capítulo 5. Liderança é composto da seguinte forma:

5. Liderança

5.1 Liderança e Comprometimento

5.2 Política

5.3 Papéis, Responsabilidades e Autoridades organizacionais

E é exatamente no item 5.3 – Papéis, Responsabilidades e Autoridades organizacionais onde a ISO deixa claro que as atribuições que a Direção podia delegar para o RD, voltam a seu dono de direito, a própria Direção.

Veja o que a nova versão da ISO 9001:2015 – “Sistema de Gestão da Qualidade – Requisitos” nos solicita:

A Alta Direção deve atribuir a responsabilidade e autoridade para:

a) Assegurar que o sistema de gestão da qualidade esteja conforme com os requisitos desta norma;

b) Assegurar que os processos entreguem suas saídas pretendidas;

c) Relatar o desempenho do sistema de gestão da qualidade e as oportunidades para melhoria;

d) Assegurar a promoção do foco no cliente na organização;

e) Assegurar que a integridade do sistema de gestão da qualidade seja mantida quando forem planejadas e implementadas mudanças no sistema de gestão da qualidade.

Resumindo:

Não adianta mais ter um especialista no sistema de gestão da qualidade na empresa se os demais gestores não estiverem engajados. Não que o RD deva ser demitido, muito pelo contrário, ele deve dividir o se expertise entre todos, para que todos entendam o sistema, a política e o seu papel no contexto geral.

Se você ainda não recebe os nossos boletins informativos das mudanças da nova versão, basta clicar aqui e passar a receber semanalmente as nossas dicas.

 

Até a próxima!

Alvaro Freitas

Academia Platônica

http://academiaplatonica.com.br/

image_pdf

Alvaro Freitas

Graduado em Engenharia Elétrica pela Faculdade de Engenharia São Paulo, Especialista em Gestão da Produção pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar , Engenheiro da Qualidade pela Poli-USP e Especialista em Educação em Ambientes Virtuais pela Universidade Cruzeiro do Sul - UniCSul. Atuou por mais de 20 anos na indústria Automotiva e 10 anos na indústria de Telecomunicações. Autor de 3 livros relacionados a sistemas de gestão e educação online.

Website: http://academiaplatonica.com.br

2 Comments

  1. Miranda, tudo bem?
    É isso mesmo! Eu acho muito prudente ter um profissional responsável pelo todo, mas acho também que os demais profissionais devam colaborar ao máximo.
    “Uma andorinha só não faz verão”.

    Grande abraço,
    Alvaro

  2. Miranda

    A norma ISO 9001:2015 não apresenta requisito para a nomeação do famoso RD, porém não apresenta requisitos que o RD deve ser extinto. A grande parte das empresas que eu estou auditando Certificação ISO 9001:2015 Alta Direção continuar a atribuir a responsabilidade e autoridade para o RD e atendendo o requisito:

    A Alta Direção deve atribuir a responsabilidade e autoridade para:
    a) Assegurar que o sistema de gestão da qualidade esteja conforme com os requisitos desta norma;
    b) Assegurar que os processos entreguem suas saídas pretendidas;
    c) Relatar o desempenho do sistema de gestão da qualidade e as oportunidades para melhoria;
    d) Assegurar a promoção do foco no cliente na organização;
    e) Assegurar que a integridade do sistema de gestão da qualidade seja mantida quando forem planejadas e implementadas mudanças no sistema de gestão da qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This blog is kept spam free by WP-SpamFree.